Notícias

Região de Sorocaba tem mais contratações na indústria no Estado

Industrias em Sorocaba

Foram 600 empregos gerados, número maior do que em outras regionais do Ciesp

Sorocaba teve o melhor resultado na geração de empregos na indústria entre outras regiões do Estado, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (17) pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp). O saldo foi de 600 empregos criados em setembro nos 48 municípios que compõe a Diretoria Regional do Ciesp Sorocaba, número que deixa a cidade em melhor situação que a própria capital — São Paulo –, que gerou 200 vagas.

De acordo com o Ciesp, atrás de Sorocaba aparecem as regiões de Campinas e Guarulhos, com a geração de 400 postos de trabalho cada uma no mês passado. São José do Rio Preto vem na sequência com 250, mesmo número de Osasco.

Das 37 regionais do Ciesp, 22 delas apresentaram resultados negativos — a pior foi Araçatuba, com o fechamento de 400 postos de trabalho. Com a média obtida pela maior parte das regiões, o Estado de São Paulo, somando todos os municípios avaliados pelo Ciesp, fechou o mês com apenas 500 novos postos de trabalho na indústria, o que indica uma estabilidade.

No acumulado do ano, os números também são positivos, representando 1.850 postos de trabalho na região de Sorocaba. O resultado de setembro é o terceiro mensal positivo, depois de agosto, também com 600 vagas, e julho, com 150.

Conforme os dados do Ciesp, setembro foi influenciado positivamente pelo segmento de confecção de artigos de vestuários e acessórios. Veículos automotores e autopeças aparece na sequência. No lado inverso, o segmento de bebidas apresentou o maior recuo, seguido pelo de impressão e reprodução de gravações.

Esperado
Para o diretor regional do Ciesp, Erly Domingues de Syllos, não houve surpresa no resultado de setembro. “É o terceiro mês seguido que o resultado é favorável. A gente vem sentindo esses números ao longo do tempo. Não chegou a ser uma surpresa”, diz, citando o setor automotivo como um dos responsáveis pelos resultados. Ele também citou a diversidade do setor industrial de Sorocaba, fato que deixa a cidade menos vulnerável a crises.

Sobre o processo eleitoral, Syllos avalia que “devagar as coisas estão entrando no rumo, independente do resultado”. O diretor do Ciesp destaca a necessidade de qualificação e atualização profissional na indústria, pois “o mundo está mudando e não dá para ficarmos como era antes.” (Marcel Scinocca)

Fonte – Cruzeiro do Sul